sábado, 3 de julho de 2010

TÁ BOM, TÁ BOM... EU FALO

(Mas só na presença do meu advogado)
Mas falar o quê mesmo minha gente brasileira? Talvez, uma abertura filosófica, tipo auto-ajuda: "é como na vida, ganha-se e perde-se. Sempre, a cada instante."
Ou, então, um intróito ególatra: “Viram o que eu disse? Eu sou foda!”
Quem sabe uma chamada meio bíblica: “Há tempo de semear e tempo de colher”. E aí eu acho que é onde nos equivocamos querendo colher sem a devida semeadura.
Vocês sabem que eu não entendo nada de futebol. Mas a Fátima Bernardes também não e está lá, cobrindo os jogos da seleção brasileira (estava, né?). Então vou me atrever a fazer uma análise da atual conjuntura do futebol.
Digam-me, por favor, que seleção é essa que disputou a Copa em África? Nomes, personagens, craque avulsos. Todos preocupados com a valorização dos seus passes e conseqüentes milionários patrocínios. Equipe? Eu não vi. Muitos beijinhos, tapinhas e abracinhos, mas espírito de equipe... Nem de longe. Um técnico equivocado em razão de uma personalidade infantil e rabugenta. Uma situação desfavorável - por assim dizer -, tendo em vista a realização da próxima Copa no Brasil que, sendo hexa agora, não poderia ser hepta (é isso?) daqui a quatro anos.
Afinal, que zorra é essa? Só Brasil, só Brasil. Isso só quem deseja é o povo brasileiro, mas interesses outros, muito mais determinantes do que o nosso desejo, estão em jogo, literalmente.
Não gosto dessas teorias conspiratórias. Sempre me cheiram a paranóia (remember o Ubaldo). Mas, a cada dia, aumenta em mim a certeza de que o mundo gira em função das grandes corporações, em torno do lucro. Ele, o lucro, é o rei, o amo e o senhor e por ele e para ele tudo é possível, permitido e aceito e nada é imoral, ilegal ou engorda.
Nós?... Nós não passamos de pobres e ridículas marionetes, de títeres eletrônicos prontos a funcionar ao primeiro comando de BUY NOW!
Aí, encerramos o ano com o natal, e vem o carnaval, a páscoa, o dia das mães, dos namorados, e são joão e dia dos pais, dos avós. Ufa! E o comando sendo acionado vertiginosamente: BUY NOW! BUY NOW! BUY!
E, em anos como este, ainda tem a Copa do Mundo de Futebol. Vamos comprar vuvuzela, minha gente! Tv de LCD, 3D e o carvalho a quatro.
Isso sem falar no consumismo do dia-a dia, do fenômeno sócio-cultural dos shopping center.

Assisti, esta semana, na GNT, um cientista social americano comentando que, por lá, nas cidades menores, não existe mais vida cultural como concebida anteriormente. Hoje, a cultura é a do shopping center. Acontece, então, de algumas dessas cidades contarem com um número absurdo desses centros de compra e que estão permanentemente lotados. O programa cultural é comprar.

“Ora direis, ouvir estrelas...”. Onde foi que eu estava mesmo? Acho que a porrada que o Felipe Melo deu na minha cabeça me deixou atordoado até agora.

Pois bem. A tal da vaca, a fria. Voltemos a ela: o fracasso da nossa Seleção Canalhinha, digo Canarinho. Por que o Brasil perdeu? Isso eu sei responder, sem titubear. Porque jogou mal para cacete! Borrou-se nos calções. Mereceu a derrota. O pessoal lá do Seo Maurício (o de Nassau) mereceu a vitória. É simples assim.
O jogo de hoje? O que foi aquilo? Levou-me de volta a 1998, àquele jogo schifozo contra a França. Melhor deixar pra lá, sob pena de baixar o Ubaldo na plenitude da sua paranóia.
Pois é... como disse o marido da Suzana Werner: “Futebol são onze contra onze”. E é isso o que mais dói, porque, na verdade, no nosso caso, somos 192.304.735. Ou melhor, 192.304.734, depois da expulsão do Felipão Troglodita.

Lanço aqui uma campanha-promessa para todos(as) os(as) companheiros(as) baianandeiros. Para que o Brasil seja hepta em 2014, dentro de casa, a gente não vai comprar nada que não seja essencial, fundamental mesmo (tipo papel higiênico, saca?) até o final da próxima Copa.

E tenho dito!


Marcadores: , , ,

6 Comments:

Blogger Denis said...

É isso que chamam show de bola que a gente não viu na copa né ... E um adendo: vc esqueceu que este ano tem Eleições!!! Dá-lhe papel higiênico!

03 julho, 2010  
Blogger Dorotéia said...

Juro que eu estava sem coragem de passar por aqui...fiquei assim...tristinha... vou conferir o estoque de papel higiênico.

03 julho, 2010  
Blogger tássia said...

jogou ridiculo sim e felipe melo não fez nada de anormal vindo da pessoa dele. estranho seria se ele tivesse continuado sem cartão vermelho.

na coletiva, teve uma jornalista (não sei nome nem de qual veiculo) que perguntou a dunga: "o que vc planeja para o futuro?"

ora, ela, jornalista quem devia se preocupar com o futuro, visto que as empresas de comunicação demitem cada vez mais.

e sobre comprar o básico, outro dia Boechat tava falando ao vivo: o que é que a áfrica do sul vai fazer com tantos estádios construídos, depois da copa, se não há demanda do país para tantas partidas de futebol? ora... pode virar arena para leões. fica a dica.

03 julho, 2010  
Anonymous Rosana said...

CRUEL!!!!!!!!

03 julho, 2010  
Blogger tássia said...

é, né Pró. Combinaria mais no outro blog, rs....... sorry

04 julho, 2010  
Blogger tássia said...

aliás, o "cruel" foi pra mim, pra seo ari, pra dunga ou pra felipe melo? rsrsrss

04 julho, 2010  

Postar um comentário

<< Home